sábado, 17 de abril de 2010

Balada muda das coisas belas

O silêncio de seu olhar me fala mais que qualquer palavra.
 
Como posso calar essa mudez que tanto grita
Quando tudo que quero é essa melodia em meus ouvidos
Como posso dizer que quero ficar perto da distância
Se ela me apunhala como um frio assassino
Poderia eu dizer assim, que não quero enfim
Poderia eu ser alguém, aqui longe, longe de mim
Afastei-me de tudo pois sem a presença que me importa
Tudo mais é insuficiente
Deixei de lado o meu eu
Pois sem ter, não consigo ser
Corri uma imensa distância com essa flor em mãos
Apenas pra que ela não morresse
Somente para que sua beleza refletisse nela
Somente para assim lhe dizer
Que eu apenas queria fazer você saber 
O quanto eu quero agora, ficar com você

1 comentários:

Paulo Laurindo 17 de abril de 2010 17:40  

Belíssimo! Tronitoantemente belo!

  © Blogger templates ProBlogger Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP