domingo, 20 de maio de 2012

Sonolência

Está lá no perdido
E moldado pelo que hoje digo
Não , não há sentido

Hoje mesmo não quero mais 
Não posso querer mais
Não tento
não
Um salto não dado pode ainda ser uma subida
Um mergulho pode ser sua chance de ficar no fundo
Um orgulho perdido
Não digas que o fez
Apenas diga

No momento exato da queda
Uma pedra se cria para limitar sua fuga
No engolir intencional do contexto
Nem mesmo                                         Não, agora infelizmente não devo.

1 comentários:

Lídia Borges 20 de maio de 2012 14:08  

"Um salto não dado pode ainda ser uma subida"

Há dias assim, em que a sonolência envolve e limita os gestos...

L.B.

  © Blogger templates ProBlogger Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP